Logo | Cursos SENAI Rio



Conheça melhor este curso:

Curso de aperfeiçoamento que visa desenvolver as competências relativas à Inspeção por ACFM (Alternating Current Field Measurement - Medição por campo de corrente alternada). ACFM é uma técnica de END avançada, que usa eletromagnetismo para detectar defeitos de superfície e de ruptura em metais. Ideal para a detecção de trincas em soldas já cobertas por revestimentos (inspeção sobre materiais pintados e/ou estruturas soldadas), produzindo informações sobre a profundidade da trinca e relatórios detalhados e padronizados.




Pré-requisitos:

Ensino médio completo e idade mínima de 18 anos.




Conteúdo:

1. Introdução
o Sistema de Certificação de pessoal ( NA-003)
o Inspeção visual submarina: conhecimentos gerais
o Inspeção por partículas magnéticas: conhecimentos gerais sobre os princípios de eletromagnetismo e campos magnéticos
2. Princípios
o Eletricidade:
Conhecimento sobre: corrente contínua, tensão e corrente, resistência e lei de Ohm, corrente alternada, magnetismo, indução e campo magnéticos, permeabilidade magnética, fluxo magnético, linhas de campo, magnetismo residual, eletromagnetismo, campos magnéticos produzidos por corrente elétrica, correntes parasitas produzidas por uma corrente, correntes parasitas produzidas por um campo magnético, campos criados por correntes parasitas.
3. Correntes parasitas:
o Conhecimentos sobre: distribuição de correntes parasitas, profundidade padrão de penetração, correlação entre sinal e localização dos defeitos na peça.
4. Equipamento ACFM:
o Conhecimento detalhado sobre a tecnologia envolvida abrangendo: campos uniformes, tipos de sondas, tipos de equipamentos, "softwares", "hardware" necessário e operação do "software" ACFM a ser utilizado e os respectivos comandos no "Windows";
o Interpretação básica dos sinais, abrangendo as relações entre os gráficos Bx, Bz e o gráfico borboleta, sinais típicos de um bloco padrão com descontinuidade provocada por eletro erosão, outras fontes de sinais e estratégias gerais para identificação de trincas;
o Procedimentos de varredura, abrangendo verificações preliminares da aparelhagem, os esquemas de marcação dos corpos de prova/componentes a inspecionar e as velocidades recomendadas para varredura;
o Cuidados com o equipamento, abrangendo verificações de segurança e cuidados na manutenção do equipamento.

Nota: para o treinamento nos tópicos citados anteriormente, 20 horas devem ser ministradas através de aulas práticas.




Carga horária:

40 horas