Logo | Cursos SENAI Rio

 

Segmento Telecomunicações

Antes de escolher um curso do SENAI Rio, conheça melhor este segmento

A aplicação de inovações tecnológicas no segmento de Telecomunicações permitiu a implantação e a consolidação de um amplo parque de telefonia móvel, a modernização dos sistemas de transmissão de dados e voz (satélites, cabo, banda larga etc.) e a convergência entre as diferentes mídias (e-mail via celular, por exemplo). Essas mudanças refletem a necessidade constante de atualização dos profissionais do setor, alinhada às novas bases tecnológicas.

O Estado do Rio sedia os maiores grupos de telecomunicações do país e do mundo, gerando uma cadeia produtiva composta por inúmeras pequenas e médias empresas prestadoras de suporte aos serviços de comunicação de dados.

Além disto, o Estado é ponto de convergência das novas redes de fibras óticas que interligam o Brasil com outros continentes, através de cabos submarinos. O Rio é também o segundo mercado de TV a cabo do Brasil e conta com a maior rede de televisão aberta da América Latina - a Rede Globo.

Nesse segmento atuam operadores de sistemas, projetistas de estrutura de comunicação de dados, técnicos de manutenção e suporte de estruturas de comunicação. A formação técnica na área de eletrônica - base de conhecimento necessária para atuação nesse segmento - também encontra uma boa aceitação por parte do mercado, permitindo que esse profissional em telecomunicações atue no desenvolvimento de soluções técnicas relacionadas à fabricação, instalação, operação, suporte, otimização e manutenção de sistemas utilizados em telecomunicações.

As empresas prestadoras de serviços em telecomunicações e os fabricantes de equipamentos se constituem nos maiores empregadores desse segmento. Entretanto, a complexidade dos sistemas domésticos e a ampliação do número de usuários, tanto pessoas físicas quanto pequenas e microempresas, têm contribuído para a ampliação das oportunidades de atuação de profissionais autônomos.

Como é o mercado deste segmento no Rio?

Telecomunicações: salário médio pode chegar a R$ 5,47 mil.

A Capital do estado do Rio emprega 21.584 trabalhadores. A região Leste é a segunda maior empregadora, com 925 postos de trabalho, seguida da Baixada Fluminense (Duque de Caxias), com 608. Em todo o estado há 24.501 empregados no setor, com salário médio de R$ 4.023,17. O segmento conta com 667 estabelecimentos no estado do Rio.

A Capital é a região que apresenta a melhor remuneração no setor de Telecomunicações, com salário médio de R$ 4.263,91. A Capital ainda registra os melhores salários pagos aos trabalhadores com formação de Ensino Médio completo (em média, R$ 1.909,02). Aqueles que têm escolaridade mais alta recebem, também na Capital, o maior valor pago neste segmento (em média, R$ 5.476,20).

O MERCADO

Principal região empregadora - Capital 21.584
Região com maior participação no setor - Capital 88,09%
Número de estabelecimentos - Estado 667
Região com a maior média salarial - Capital R$ 4.362,91

Fonte: Elaboração Sistema FIRJAN com dados do Ministério do Trabalho e Emprego, referentes ao ano de 2010.