5 motivos para investir na área de Automação Industrial | Cursos SENAI RIO

Blog

A indústria passa pela 4ª revolução industrial, onde produtos e serviços são cada vez mais customizáveis. Isso está sendo possível através das diversas tecnologias do mundo atual, como big data, computação em nuvem e inteligência artificial. Nesse contexto, o chão de fábrica vai se autoajustar de acordo com o desejo do cliente.  

A automação é responsável por facilitar as atividades industriais, com maior eficiência, segurança operacional e redução de custos. Por conta da introdução dos sistemas automatizados de produção, temos hoje bens que são comparativamente mais baratos. Além do papel crucial na indústria, a automação está cada vez mais presente no nosso cotidiano, seja proporcionando conforto residencial (sensores de presença, alarmes residenciais) ou facilitando alguns serviços (automação bancária, serviços de transporte etc.). 

Por isso, especialistas da Firjan SENAI prepararam uma lista com 5 dicas para quem quer investir na área de Automação.

1) Amplas possibilidades de atuação - Trata-se de uma atividade aplicável a diversos tipos de indústria, sobretudo as chamadas indústrias de processo, tais como química, alimentos, fármacos, petróleo e gás, plásticos, entre outras. Essas atividades contam com os profissionais da área para exercerem o controle das variáveis dos processos de produção, por meio de ações como parametrização de equipamentos, monitoramento da produção, análise de indicadores e ações de intervenção.  

2) Alinhamento à indústria 4.0 - É uma área de conhecimento indispensável à indústria atual e a do futuro. Ela é a base da indústria 4.0, que requer profissionais com esse perfil para atuar com foco não só em sistemas de produção de forma isolada, mas também na integração de sistemas para “customização massificada”, acesso remoto através de elementos de computação em nuvem (cloud computing) e outros fatores intimamente relacionados a requisitos de qualidade e ganhos de produtividade. 

3) Mobilização de competências de gestão - A operação de processos em indústrias intensivas em tecnologia requer formação técnica adequada, para maior domínio dos conhecimentos envolvidos nessa atividade. Requer ainda a mobilização de competências mais alinhadas às funções de gestão técnica do processo, que incluem visão sistêmica e analítica, capacidade de resolução de problemas, senso de priorização e urgência, entre outras.

4) Continuidade dos estudos - A Automação Industrial está fortemente correlacionada a diversas áreas, como a mecânica, a eletroeletrônica, a mecatrônica e a tecnologia da informação, o que tangencia uma formação multidisciplinar, totalmente ligada às necessidades da indústria. 

5) Formação de profissionais polivalentes - Para além do chamado “chão de fábrica”, o profissional técnico de Automação pode atuar desde a manutenção até a implantação e integração de sistemas automatizados, na consultoria desses sistemas e no desenvolvimento de projetos relativos ao tema. Essa capacitação habilita a atuar junto a fabricantes de sistemas automatizados, empresas de consultoria e serviços técnicos especializados, além de organismos de certificação de processos.  

E-book gratuito

Clique ao lado e faça o download do e-book sobre o mercado de Automação Industrial e Mecatrônica, preparado por especialistas da Firjan SENAI.


Como se destacar nesse mercado?

Atenta à grande demanda, a Firjan SENAI oferece o curso técnico EAD de Automação Industrial, que está com matrículas abertas para turma com início no 1º semestre de 2021.

Live sobre mercado de trabalho

Confira a live da Firjan SENAI sobre como aplicar tecnologias no processo de manufatura, tema presente no dia a dia de profissionais de Automação Industrial.


Foto: Paula Johas (imagem feita antes da pandemia do novo coronavírus).