Alunos da Firjan SENAI participam de maratona de criação de soluções para desafios da indústria e da sociedade | Cursos SENAI RIO

Blog


Maratona de inovação e criatividade, o Grand Prix SENAI de Ideias chega ao fim em dezembro, após mobilizar, desde outubro, alunos de diferentes cursos da Firjan SENAI em todo o estado, com a apresentação de soluções inovadoras para desafios reais da indústria e da sociedade. Participaram desta segunda edição da competição, pela primeira vez em formato virtual, as unidades de Três Rios, Nova Friburgo, Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, Angra dos Reis, Vicente de Carvalho, Santa Cruz, Campos, Tijuca, Benfica, Vila Isabel, Volta Redonda, Barra do Piraí, Valença, Barra Mansa e Resende. Estes dois últimos municípios do Vale do Paraíba Fluminense conquistaram o segundo lugar no Grand Prix nacional, realizado na última semana de novembro.

“A proposta do GP é desenvolver competências técnicas e pessoais para o mercado. É uma simulação do que acontece na rotina de trabalho, onde equipes multidisciplinares precisam aprender a trabalhar de forma conjunta para obter os melhores resultados, para a sua área, e para a empresa”, detalha Bernardo Palma, analista de Educação da Firjan SENAI.

Durante um período que variou entre três dias e uma semana, conforme a unidade, os alunos tiveram que criar soluções para os desafios propostos na competição, e apresentar projetos que deveriam ser financeiramente viáveis, tecnicamente possíveis e desejáveis. Com o auxílio de instrutores, ferramentas como Design Thinking e palestras que ajudam a desenvolver entregas em Pitch e Canvas, as equipes criaram projetos inovadores, protótipos em Produto Viável Mínimo (MVP) e soluções posteriormente apresentadas para uma banca de avaliadores. O desenvolvimento dos projetos foi detalhado por meio de um relatório escrito (com objetivos, justificativa, metodologia), entregue junto com um plano de negócios (BM Canvas), com detalhamento de custos, parceiros e canais, para estimular o empreendedorismo. Relatórios e protótipos foram desenvolvidos e postados na plataforma de inovação do SENAI.

O desafio proposto para a unidade de Três Rios, por exemplo, em sua estreia na maratona, foi desenvolver soluções para a questão das fortes chuvas na região, que impactam a produção industrial, a saúde e a mobilidade urbana. Como um pré-working, a unidade fez um trabalho de ambientação com as equipes através de videoconferências com participantes externos que falaram sobre inovação, criatividade e start ups.

“Uma das propostas do GP é a diversidade. Numa mesma equipe há alunos com diferentes perfis. Liderança, operacional, criativo, estratégico. Trabalhamos as competências socioemocionais nestas equipes diversas, cada uma com a sua expertise, se dedicando às soluções para as demandas apresentadas”, acrescenta Palma.

Legenda da foto: Alunos das Firjan SENAI Barra Mansa recebem seus prêmios em casa