Descubra o que as empresas buscam em um profissional do mercado | Cursos Firjan SENAI

Blog

As empresas procuram hoje profissionais com capacidade de se adaptar a novos cenários e que sejam capazes de ir além de sua formação específica, compreendendo processos como um todo. Esse perfil de profissional do futuro já é uma realidade, e o aperfeiçoamento contínuo torna-se ferramenta indispensável no crescimento de carreiras. 

Levantamentos feitos com os RHs de grandes empresas revelam que, além da adaptabilidade e o desejo de aprender, o mercado dá muito valor a outras características profissionais, como criatividade, pensamento crítico, boa comunicação, capacidade de liderança e, é claro, intimidade com as novas tecnologias. “As inovações tecnológicas são uma tendência em todos os setores produtivos e essa demanda vai se expandir para a maioria das profissões existentes”, esclarece Roberto da Cunha, coordenador setorial de Desenvolvimento em Educação Profissional da Firjan. 

Visando oferecer novos horizontes profissionais no campo tecnológico, a Firjan SENAI abriu inscrições para 18 novos cursos. Voltados à formação ou qualificação, esses conteúdos estão alinhados às novas demandas do mercado, com ênfase nas necessidades da indústria 4.0. 

Os cursos estão agrupados em dois blocos. Um deles, mais específico, foi concebido para o setor de construção civil e direcionado a graduados ou estudantes de engenharia ou arquitetura e design. São eles: BIM − Digitalização da Construção; BIM − Planejamento de Obras e Simulação 4D; BIM − Coordenação de Projetos e BCF Manager; Eficiência Energética − Gestão e Monitoramento Energético em Edificações; Revit – Famílias, Template e Organização; e Revit- Arquitetura.

Outro bloco está relacionado ao universo digital, com cursos de integração em robótica, big data, design UI e UX, integração em robótica, cybersegurança , comunicação de dados e IoT (internet das coisas), entre outros.

“Nesse novo portfólio de cursos, temos um olhar mais amplo do mercado com vistas a formar profissionais não apenas para a indústria, pois, quando falamos em TI, existe uma transversalidade e possibilidades variadas de aplicação do conhecimento adquirido”, explica Roberto da Cunha, coordenador setorial de Desenvolvimento em Educação Profissional da Firjan. 

Com duração de um a seis meses, os cursos podem ser escolhidos a partir de três formatos: 50% de aulas on-line com instrutores no horário da turma e 50% de atividades individuais de responsabilidade dos alunos indicadas pelo instrutor; carga horária realizada 100% em aulas e atividades on-line com instrutores no horário da turma, sem atividades presenciais; ou realizado na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), em que o aluno acessa os materiais e conteúdos disponíveis e estuda de acordo com seu ritmo de aprendizagem e disponibilidade de tempo.