Blog



Um dos seis projetos de inovação da Firjan SENAI selecionados na Mostra INOVA 2023, para serem pré-acelerados este ano, é o Gabarito do Limpa-Trilhos (GLT) da unidade de Barra do Piraí, no Sul Fluminense. O gabarito é um dispositivo com rodas que se apoiam sobre os trilhos interligados, onde um sensor detecta a altura do piso (asfalto) em relação ao trilho de uma linha ferroviária. Através do sensor e da sinalização sonora e visual emitidas é possível identificar qualquer irregularidade que possa danificar, por exemplo, tanques de combustível das locomotivas.

“O GLT possui emissores e receptores que se comunicam a todo momento. Esses sensores são colocados em diferentes níveis de altura. Quando um receptor não consegue mais receber o sinal, significa que algum obstáculo está presente no caminho, então o operador detecta o obstáculo e o protótipo emite um sinal de alerta. A partir daí, o operador realiza as intervenções necessárias”, explica Anderson Luiz Costa de Souza, instrutor da Firjan SENAI Barra do Piraí.

O Limpa-Trilho é montado nas duas extremidades inferiores da locomotiva e tem a função de remover obstáculos que estejam na via numa determinada altura do trilho, protegendo assim outras partes da locomotiva, tais como tanque de combustível, motor de tração e graxeiras. O desnível do asfalto nas passagens em nível (PNs) provoca o empenamento do limpa-trilho deixando os seus componentes desprotegidos

“O Gabarito do Limpa-Trilhos pode prevenir vazamentos de combustível por dano no tanque – por atrito entre o limpa-trilho e o asfalto. Outro benefício do GLT é evitar impactos ambientais e na mobilidade urbana devido à parada do trem, que causa congestionamento nas cidades e prejuízo para a empresa ferroviária”, acrescenta William Frazão de Oliveira, técnico de Educação na Firjan SENAI Barra do Piraí.

A equipe GLT teve a ideia de fazer esse projeto durante visitas técnicas à empresa ferroviária que opera na cidade. Eles se depararam com um limpa-trilho danificado por conta do desnivelamento do piso em relação aos trilhos. A partir disso, fizeram pesquisas e começaram o trabalho de um projeto integrador em 2022. Por enquanto, está sendo feito um protótipo que vai passar por melhorias.

Participando pela primeira vez de uma competição na Firjan SENAI, Alice Maia, 19 anos, aluna do Curso de Eletroeletrônica, ficou radiante com a classificação para essa etapa do Inova. “Fui indicada por um professor para auxiliar na parte de elétrica do projeto. O GLT é importante porque, além de diminuir acidentes de pessoas caindo nas PNs, também irá evitar milhões de reais em multas ambientais por conta do vazamento de combustível. O Inova aguçou nossa criatividade para as melhorias no projeto e realizamos muitas modificações até chegar no resultado final”.

Até abril, esse e mais cinco projetos participam da fase de pré-aceleração, contando com consultoria para ajudar o aprimoramento das propostas. O objetivo do Inova é promover o empreendedorismo, a criatividade e a cultura de inovação, através do desenvolvimento de negócios inovadores desde a concepção, planejamento, execução até a apresentação e negociação com possíveis investidores. Integrar escola, empresas e alunos em desafios reais da indústria é o objetivo.